Arquivo da categoria: Leidiane

22 de Janeiro de 2013

[tweetmeme]

 Leidiane Meneses, de 15 anos, foi assassinada pelo ex-namorado por enforcamento.

Dianópolis, TO

Leia a notícia

 Camila Moraes da Silva, de 18 anos, foi assassinada por enforcamento pelo namorado. Camila estava no sétimo mês de gestação.

Rio de Janeiro, RJ

Leia a notícia

 Joice Cristina Gomes Ferreira, 29 anos, foi assassinada pelo marido com uma motosserra.

Trajano de Moraes, RJ

Leia a notícia

 Gabriela Belota, 26 anos, foi estuprada e assassinada. A mãe dela também foi morta no crime.

Manaus, AM

Leia a notícia

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Camila, Gabriela, Joice, Leidiane

21 de Agosto de 2011

[tweetmeme]

 Leidiane Maria da Conceição Santos, de 15 anos, foi torturada, esfaqueada, enforcada pelo namorado, que depois jogou o corpo em um açude.

Delmiro Gouveia, AL

Leia a notícia

Deixe um comentário

Arquivado em Leidiane

07 de Agosto de 2011

[tweetmeme]

  Erika Simplício de Andrade, de 21 anos, foi morta por espancamento com golpes de tijolo, asfixiada e queimada pelo marido.

Campinas, SP

Leia a notícia

 Jovem de 15 anos foi estuprada e assassinada.

Ponta Grossa, PR

Leia a notícia

 Leidiane Cavalvante Pinheiro, de 21 anos, foi assassinada com quatro golpes de faca desferidos pelo ex-marido. O homem tentou se matar em seguida.

Matupá, MT

Leia a notícia

 Lenara de Oliveira Wille, 27 anos, foi assassinada com um golpe de facão pelo ex-marido.

São Lourenço do Sul, RS

Leia a notícia

 Sara Nascimento da Cruz, 20, foi assassinada a tiros. Moradores da região informaram que o companheiro da vítima pode ser o autor do crime.

Paripe, BA

Leia a notícia

Deixe um comentário

Arquivado em Érika, Leidiane, Lenara, Não identificada, Sara

Homem que matou ex-namorada em Setembro continua solto: “Ele acabou com minha filha, com o sonho dela de ser jornalista e ainda vai ficar impune?”

[tweetmeme]

Depois de sentir a dor de ter a filha de 21 anos assassinada, a diarista Mauricélia Félix dos Santos, 45, luta para ver o acusado pelo crime atrás das grades. A jovem Leidiane dos Santos Silva foi encontrada morta no dia 21 de setembro de 2010. O corpo estava em um buraco no UR-2, no bairro do Ibura, onde ela morava. O ex-companheiro dela, Ezequel Almeida de Melo, 25, foi apontado pelas investigações como o autor do homicídio. Embora tenha sido indiciado, o acusado ainda está solto e frequentemente é visto no Ibura de Baixo, segundo vizinhos da vítima.

 

O drama de Leidiane começou no dia 16 de setembro de 2010, quando ela saiu da casa da mãe  dela para deixar a filha, de três anos, na casa da  mãe do ex-companheiro. Depois de deixar a garota, Leidiane nunca mais foi vista. “Foram cinco dias de muita angústia. Fui várias vezes na casa de Ezequiel, mas os parentes dele me diziam não saber onde estava minha filha. No entanto, a irmã dele fala sempre que só queria ver o irmão pagando pelo que havia feito. Muito nervosa, não entendia, porém depois descobri. Todos eles me enganaram e tentaram acobertá-lo”, disse.

 

Quando Leidiane desapareceu, ela estava separada de Ezequiel há um mês, mas segundo Meuricélia, o rapaz não aceitava o fim do relacionamento e insistia para reatar o relacionamento. “Minha filha dizia que ele andava procurando por ela na escola e, às vezes, falava que a mataria, caso ela ficasse com outro. Algumas vezes ela me disse isso, mas nunca acreditei que ele fosse capaz de confirmar a promessa. Quando minha filha desapareceu, pedi a ajuda dele para procurá-la, mas nada era feito”, explicou Mauricélia dos Santos.

 

A autoria do crime foi descoberta um mês depois de ter sido praticado. A investigação foi realizada pela 3ª Delegacia do DHPP. No entanto, até hoje o acusado continua livre, para revolta da mãe da jovem. “Isso não existe. Esse mostro tem que ir para a cadeia. Ele acabou com minha filha, com o sonho dela de ser jornalista e ainda vai ficar impune? A polícia precisa pegá-lo”, desabafou.

 

De acordo com o delegado Paulo Furtado, responsável pelo caso, Ezequel Almeida foi indiciado e denunciado ao MPPE e já teve a prisão preventiva decretada pela 2ª Vara do Júri da Capital. “Estamos fazendo tudo para pegá-lo, mas precisamos da ajuda da população, também. Todas as informações passadas à minha equipe vou pessoalmente ao local para averiguar. Inclusive, fomos a uma casa do Ibura de Baixo, fizemos uma busca minuciosa no imóvel e não encontramos ele”, explicou. O telefone da 3ª Delegacia do DHPP é o 3184.3553.

Notícia retirada do Portal Folha PE

2 Comentários

Arquivado em Leidiane