Familiares e amigos poderão registrar agressões contra a mulher

[tweetmeme]

A Comissão de Constituição e Justiça aprovou projeto que torna a Lei Maria da Penha mais rigorosa. A matéria permite que testemunhas registrem queixa contra o agressor da mulher, mesmo se a vítima não fizer a denúncia.

A relatora da proposta, senadora Marta Suplicy (PT-SP), disse que a partir dessa mudança qualquer testemunha poderá procurar a polícia em favor da mulher que sofreu violência doméstica.

O projeto aprovado também determina o fim do direito a suspensão do processo contra o agressor nos casos com pena mínima de até um ano. Martha Suplicy disse que, dessa forma, penas alternativas não poderão ser aplicadas.

O texto aprovado ainda dá prioridade no julgamento de processos de agressões contra mulheres até que sejam criados juizados especiais de violência doméstica.

Notícia retirada do Portal Região Noroeste

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s