Mulher luta pra conseguir aborto após ser estuprada

[tweetmeme]

“Não vou carregar uma gravidez concebida sem minha vontade. Essa criança é fruto de uma violência sexual da qual fui vítima e carrego marcas que jamais serão apagadas. Só espero que não me julguem por isso, pois estou sofrendo muito”. As palavras e a história da diarista X, de 35 anos, impressionaram os policiais da 82ª DP (Maricá). Mãe de cinco filhos, ela reconheceu Walter Alfredo Pagano Blanco Junior, de 38 anos – preso pelos próprios agentes, na última segunda-feira, sob a acusação de estuprar uma menina de 11 anos – como o homem que a violentou no final de novembro do ano passado em um lixão, em Maricá.

Leia a matéria completa

Deixe um comentário

Arquivado em

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s