Arquivo do dia: 24 de janeiro de 2011

24 de Janeiro de 2011

[tweetmeme]

Arielma, 43 anos, foi assinada com vários tiros disparados pelo ex-namorado.

Pompéu, MG

Leia aqui a notícia *

Deixe um comentário

Arquivado em Arielma

“Machismo é fator principal para agressão contra mulheres”, afirma portal

[tweetmeme]

A matéria do portal “Primeira Edição” fez algo que não se vê na mídia normalmente: vinculou a violência doméstica à nossa cultura machista. Apesar de aplaudir a pauta acredito que há problemas na abordagem, como afirmar que o homem alagoano, em especial, é machista e daí vêm os altos índices de violência contra a mulher. O machismo não é algo que se desenvolve em uma pessoa ou em um estado. Não é um defeito de alguém, mas a consequência de viver em mundo regido pela ideologia patriarcal, onde indivíduos, uma vez que criados dentro desse sistema, serão necessariamente seguidores dos seus padrões que oprimem o feminino e exaltam o masculino. Só (e se) quando cientes desse tipo de dominação que se faz possível um trabalho de desconstrução do que foi absorvido durante a vida e de luta constante e diária contra o mundo, que também já é parte de nós.

Esse mito de que o homem nordestino é mais machista do que o restante do país só alimenta o preconceito regional, diminui a dimensão da problemática e ainda distancia os casos das outras regiões da natureza da violência: o machismo. Que motivação teriam os não-alagoanos para abusar de suas mulheres? A resposta será a mesma. Então por que desmembrar as explicações se quando ordenadas em um cenário macro é possível uma melhor visualização e um avanço no caminho para uma solução efetiva (partindo do pressuposto que só é possível vencer um problema quando identificado) ?

Os pilares da agressão à mulher são os mesmos, independente das fronteiras em que se encontram e é preciso sempre que fique bem claro: que o machismo e todos os horrores que dele brotam, não é um problema de um estado, nem de um povo, de uma cultura,  mas sim um problema seu, meu, um problema social, no sentido mais pluralizado e repugnante que a sociedade atinge.

A matéria mencionada você encontra aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em

Violência contra a mulher tem aumento de 11% em Campo Grande

[tweetmeme]

“Ele ameaçava me matar todos os dias. Arrumou outra mulher e queria que eu saísse de casa para ele viver com ela. A última vez em que discutimos ele pegou um facão e disse que faria picadinho de mim. Eu me assustei muito, falei que ia chamar a polícia para ele, mas no fundo eu tinha medo. Ele ia me matar mesmo e eu já não dormia de medo dele, achando que podia fazer algo contra mim”

Confira a reportagem completa aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em